Selo Festa de Sant’Ana de Caicó

Proposta de selo encaminhada para a programação filatélica 2018-2019 dos correios do Brasil.

TÍTULO: Festa de Sant’Ana de Caicó, patrimônio cultural brasileiro.

JUSTIFICATIVA DA PROPOSTA

A Festa de Sant’Ana é a festa da padroeira da cidade de Caicó, no estado do Rio Grande do Norte, realizada há 270 anos. A celebração dura onze dias, iniciando sempre na quinta-feira anterior ao dia 26 de julho, dia de Sant’Ana, e se estendendo até o domingo seguinte, reunindo rituais religiosos e várias outras manifestações típicas da região do Seridó Potiguar, onde se situa a cidade de Caicó.

É considerada o maior evento sócio-religioso do Rio Grande do Norte e foi a primeira manifestação do estado a entrar para a lista de “Patrimônio Imaterial do Brasil”, registrada pelo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 2010.

“A Festa torna–se relevante do ponto de vista cultural, histórico e social, pois é um dos principais veículos da memória e da identidade coletiva, em especial os relacionados com as expressões ligadas à fé católica” (Dossiê de Registro, IPHAN, 2010).

Embora algumas pesquisas indiquem a possibilidade da celebração à santa ter sido iniciada no século XVII, geralmente sua data inicial é associada com a data da instalação solene da Freguesia, em 26 de julho de 1748, portanto, em 2018 a Festa de Sant’Ana de Caicó completou oficialmente seus 270 anos. Sendo esta manifestação de importância nacional, comprovada pelo registro de patrimônio cultural brasileiro e estando entre os temas previstos na Portaria 500/2005 do Ministério das Comunicações, esta proposta para selo comemorativo da Festa de Sant’Ana de Caicó foi encaminhada para o calendário de emissões 2018-2019 dos correios.

ILUSTRAÇÃO

A imagem da Festa de Sant’Ana de Caicó escolhida para ser representada foi a das grandes procissões de abertura e de encerramento da festa, que reúnem milhares de pessoas de diferentes partes do Brasil. Neste selo, a imagem de Sat’Ana ocupa o primeiro plano enquanto várias pessoas de branco passam por baixo do Arco do Triunfo acompanhando o andor. Ao fundo, vê-se a Catedral de Sant’Ana, local de saída da imagem e para onde ela voltará ao final da procissão, permanecendo durante mais um ano, quando o ritual será repetido.

As flores brancas que emolduram a imagem e enfeitam o andor de Sant’Ana são uma referência ao algodão, cujo cultivo está diretamente relacionado à história da cidade de Caicó entre o século XIX e o século XX. A flor de algodão está presente nos brasões e bandeiras de Caicó e do Rio Grande do Norte. Para destacar as flores e o título do selo foi proposta a aplicação de verniz sobre esses elementos.

APLICAÇÕES

Foram desenvolvidas duas aplicações, sendo uma para um selo quadrado e outra para um bloco com duas áreas picotadas.

SITUAÇÃO ATUAL

A proposta foi recebida pela Comissão Filatélica Nacional , contudo, não foi selecionada para compor o calendário de emissões 2018-2019 dos correios brasileiros.

ANO: 2017

TIPO DE PROJETO: Ilustrações

LOCAL: Caicó, Brasil

AUTOR: Petterson Dantas